Até quando vale a pena insistir

até quando insistir

Até quando vale a pena insistir em um relacionamento? Por que é tão complicado enxergar se uma relação vale a pena ou não de se levar adiante? Será que vale a pena lutar tanto em nome do amor? Insistir ou desistir… eis a questão.

Essas são boas perguntas, não são? Pelo menos eu as recebo com muita frequência de mulheres e, pasmem,  também muitos homens. Talvez você esteja vivendo esse dilema… ou conheça alguém nessa situação, então, com certeza, que vale muito a pena continuar a leitura. #ficacomigoatéofim #compartilhacazamigas

Como saber se vale a pena insistir na relação?

Muitas vezes, nos permitimos ficar em relações que nos causam muito mais dor, lágrimas e insônia do que alegria. Você já se perguntou por quê?

Insistimos em tentar mil-quinhentas-e-vinte-nove vezes fazer dar certo. Permitimos que o outro nos magoe profundamente porque acreditamos nas promessas vazias. Ignoramos completamente as atitudes do outro, que são muito diferentes do discurso apresentado, e ignoramos nossos amigos, também, que nos querem bem e que não acreditam que somente nós não enxergamos a furada em que estamos. #acordabelaadormecida

E vamos ficando cada vez mais confusas num mar de questionamento incessante e que nos tira o brilho dos olhos.

Insistir ou desistir… eis a questão!

insistir ou desistirA verdade nua e crua é que não existe uma resposta objetiva, independente de qual seja a relação, pois não podemos prever ou antecipar o futuro.

Se estamos apaixonados, ou se sentimos que amamos a outra pessoa, insistimos porque nos iludimos, erroneamente, acreditando que o nosso sentimento e o nosso compromisso são suficientes para alicerçar o relacionamento e conquistar definitivamente o outro.

“Quem sabe ele muda com o tempo!”  Não. Não muda… só se ele quiser, por livre e espontânea vontade. Do contrário, vai ficar pior.

O perigo do autoabandono

Quando não há reciprocidade, quando percebemos que o outro não está disposto a fazer a parte dele, a dor aumenta, perdemos as esperanças e nossas emoções adoecem porque a energia da tristeza nos rouba a alegria de viver.

E esse é o grande sinal de que, ao invés de desistir do outro, estamos, aos poucos, desistimos de nós mesmas. E isso tem nome: AUTOABANDONO.

Autoabandono, geralmente, tem alguma relação com os padrões de relacionamentos que vivemos em nossa infância. Aprendemos a nos abandonar para agradar os outros, para manter a paz, para sermos amados… a infância passou, mas continuamos vivendo o mesmo padrão. Saiba que é possível mudar isso.

Insistir em certas pessoas é desistir de si mesmo. Matheus Jacob

Uma coisa é fato: amor que não é correspondido é como uma via de mão única. Então, o mais acertado seria mesmo deixar ir… E se permitir novos caminhos, afinal de contas, tem muita rodovia linda neste mundo-de-meu-deus, não acha?

Ele é tudo de bom… porque estou infeliz?

autoabandonoPode ser também que suas expectativas estejam erradas. A pessoa ao seu lado pode ser amorosa, dedicada, mas não é a pessoa certa para você. E isso, na verdade, pode dificultar ainda mais uma tomada de decisão, porque tudo ao seu redor diz que você deveria estar se sentindo feliz e realizada, SQN.

É importante você estar ciente de que não encontrará fórmulas precisas, soluções específicas ou respostas prontas e exatas para resolver essa parada. Todo relacionamento é diferente e único.

Você, melhor do que ninguém, sabe o que está vivendo na relação. E somente você poderá tomar essa decisão. No entanto, aqui estão algumas realidades para refletir que te ajudarão a ter um pouco mais de clareza, algo que é ESSENCIAL em qualquer área de nossa vida. #continuelendo

5 dicas para saber se vale a pena continuar investindo na relação

# 1  Saiba que ‘felizes para sempre’ não é tudo!

até quando insistirEstudos atuais sobre relacionamentos mostram que as pessoas ainda acreditam que “felizes para sempre” é um remédio para tudo o que nos aflige, escreveu Judith Wright e Bob Wright no livro O Real Sentido das Brigas (tradução livre do título original The Heart of the Fight).

Embora os relacionamentos possam aumentar a felicidade por um curto período de tempo, a longo prazo, sentir-se realizado como indivíduo não tem nada a ver com a relação amorosa e a intimidade com o parceiro(a)”.

Você espera que seu parceiro mude o seu nível de felicidade? Se respondeu sim, fique alerta porque você pode se decepcionar.

A única fonte de paz e alegria duradoura vem de dentro de você, da sua conexão consigo mesma, e isso depende muito de seu nível de autoestima e amor próprio.

# 2  Vocês ornam como “casal”

Você sabe que vale a pena insistir quando percebe que há crescimento como casal e também como indivíduos na relação de vocês. Isso é um excelente sinal!

Quando você interage com o seu parceiro…

  • Você o encoraja a se tornar uma versão melhor de si mesmo?
  • Você o apoia para fazer boas escolhas?
  • Ter hábitos saudáveis?
  • Fazer atividades fora do relacionamento que sejam importantes para ele?
  • E ele faz o mesmo por você? 

Em relacionamentos saudáveis, um consegue trazer o melhor do outro à tona, ou pelo menos se esforça para isso. #amodemaistudoisso

# 3  Não se prenda ao mito da compatibilidade

A compatibilidade é transitória. Ela vem e vai, e nenhum casal é compatível o tempo todo. Casais em relacionamentos felizes sabem lidar com as suas diferenças e crescem a partir delas. (do livro The Heart of the Fight)

compatibilidadeVale a pena investir numa relação quando você compartilha um sentido profundo do significado e do propósito de vida com seu parceiro. Vocês têm o compromisso sobre preservar os seus valores e uma dedicação ao crescimento saudável, emocional, espiritual e física.

# 4  A química não é o mais essencial

A primeira fase do amor é muitas vezes alimentada pela paixão e a química. As pessoas se sentem loucamente apaixonadas, fora de controle em uma união selvagem de corações, almas, corpos e espíritos.

É delicioso! Mas não é amor. Esta é uma reação química, e é fugaz – vai passar, lembre-se disso. Química é energia que se acende rapidamente, queima muito, e morre numa morte súbita e flamejante. E fica todo mundo sem entender nada.

Vale a pena investir quando você ama seu parceiro, mas não é obcecada por ele. Você vive a sua vida e ele a dele. Ambos se apoiando e encorajando a serem a melhor versão de cada um.

# 5  É preciso mais do que amor

Um dos maiores mitos sobre os relacionamentos se concentra na afirmação de que o amor é tudo o que você precisa.

Se você acredita que um excelente relacionamento se desenvolve apenas porque duas pessoas estão apaixonadas, então, você vai se decepcionar! Mesmo os relacionamentos mais amorosos e mais saudáveis ​​precisam de confrontos para se fortalecerem.

CONCLUSÃO

compatibilidadeMuitas pessoas têm dúvidas sobre insistir ou desistir de uma relação. Se for uma relação abusiva, acredito ser URGENTE você decidir… e eu espero que decida por deixar ir, ou sair fora. Afinal de contas, nossa vida nesta passagem terrestre é muito curta para vivermos em sofrimento.

Se o motivo de sua incerteza for outro, observe se não está presa a mitos de contos de fadas, romances do cinema, ou uma crença errada sobre o amor a dois. Às vezes, são essas questões internas que não nos deixam aproveitar a beleza que a vida nos oferece. É sempre tempo de viver um amor verdadeiro.

O amor verdadeiro não significa que você não terá problemas, ou que que seu parceiro nunca irá te magoar.

O amor verdadeiro requer trabalho. Não importa quanta paixão e química você sinta por ele, mesmo assim terá que dedicar tempo e atenção à sua relação. Dá um pouco de trabalho, mas vale muito a pena. #amarvaleapena

E então? Gostou desse artigo? Comente aqui embaixo! Leio e respondo todos os comentários.

Se precisar de ajuda nas questões de relacionamentos a dois, autoestima, amor próprio, saiba que faço atendimentos em grupo e individuais, online e presencial. Para agendar um horário escreva para creusa@porquevocemerece.com

Conheça o programa PRONTA PARA AMAR e deixe para trás suas inseguranças e medos, e prepare-se para viver o melhor relacionamento de sua vida!!! É só clicar aqui neste link http://paginas.porquevocemerece.com/programa-pronta-para-amar-oportunidade/

2 Comentários


  1. ‘Autoabandono’ essa é uma palavra que muito me marca quando lembro que insistir num relacionamento fadado ao fracasso pode significar.
    Como sempre maravilhoso o post e as dicas!
    #prontaparaamar #amorproprio #sousuficiente

    Responder

    1. Gratidão, querida Joanna, pela sua presença aqui e por contribuir. Beijo no coração!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *